Polícia Civil apreende 12 quilos de droga e prende três pessoas em flagrante

11/08/2015 09:55

Policiais Civis da Delegacia de Crimes contra o Patrimônio (Roubos e Furtos) de Campina Grande prenderam em flagrante Marco Antônio da Silva, de 42 anos; seu filho Marco Antônio da Silva Júnior, de 19 anos, e Carlos Andenay Silva, de 25 anos. Todos são suspeitos dos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

As prisões aconteceram no final da tarde desta terça-feira (11) no sítio Grotão, município de Puxinanã. As equipes de agentes de investigação montaram uma campana na área durante quase 96 horas e acabaram por flagrar o grupo no momento em que Andenay foi fazer a entrega da droga na casa de Marco.

Com o grupo, os policiais apreenderam aproximadamente 12 quilos de maconha e sacos usados para embalar a droga para comercialização em Puxinanã e no Distrito de São José da Mata, de Campina Grande. Na delegacia, em depoimento, Marco Antônio, o principal distribuidor, que já responde pelo mesmo crime, negou a prática do tráfico, alegando que toda a droga seria para o consumo. Embora tenha sido flagrado com a mercadoria, Andenay disse que estava lá para trabalhar como pedreiro na casa do comparsa.

Em entrevista coletiva concedida na manhã desta quarta-feira (12), o titular da Delegacia de Roubos e Furtos de Campina Grande, Henry Fabio, destacou a ação das equipes que dedicaram quase quatro dias de intenso trabalho, culminando com a prisão em flagrante do trio. O delegado adjunto da especializada, Danilo Orengo, afirmou que o trabalho de combate à droga na região, que já retirou várias traficantes de circulação, vai prosseguir, sempre com o apoio da população, que tem à disposição o serviço de ‘Disque Denúncia’, através do número 197. As informações são sigilosas e não se faz necessária a identificação.

Voltar