Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Ações da Polícia Civil resultam em prisão de suspeitos de homicídios e em apreensão de material explosivo em CG

Notícias

Ações da Polícia Civil resultam em prisão de suspeitos de homicídios e em apreensão de material explosivo em CG

Foram encaminhados, nesta sexta-feira (26), para a Penitenciária Padrão de Campina Grande os dois homens presos pela Polícia Civil, durante a operação “Dissimulatus”, que teve objetivo de combater crimes de homicídios. João Henrique Simão, de 27 anos; e Thomas Jefferson de Lima Silva, de 32 anos, tiveram as prisões decretadas pela Justiça. Eles são suspeitos de praticar duas mortes e foram presos nessa quinta-feira (25).

João e Thomas participaram da audiência de custódia na manhã desta sexta-feira (26) e a justiça decidiu que eles permanecerão presos até o julgamento. Os dois são suspeitos de matar os jovens Jardan Soares e Raiff de Lucena Costa.

De acordo com a delegada Suelane Guimarães, titular da Delegacia de Crimes Contra Pessoa de Campina Grande, as duas mortes ocorreram neste ano, com intervalo de pouco mais de um mês, entre elas. Raiff foi morto no dia 4 de maio e Jardan, em 11 de junho. Os dois crimes foram cometidos no bairro Malvinas.

Contra João Henrique, foram cumpridos dois mandados, sendo um por conta da morte de Raiff e o outro pela morte de Jardan.  Thomas foi preso e responde processo pela morte de Jardan. Na casa do suspeito, foram encontrados um revólver calibre 38, munições e utensílios para a fabricação de uma espingarda. Por conta disso, Thomas também foi autuado em flagrante delito e responderá a outro processo judicial por posse ilegal de arma de fogo.

Em outra ação policial, equipes da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio deflagraram a operação “Malote Blindado” e localizaram uma carga contendo 32 artefatos de dinamite. O material explosivo foi encontrado em um sítio localizado na zona rural do Distrito de Galante.

Segundo o delegado Luciano Soares, superintendente da Policia Civil na região de Campina Grande, os policiais chegaram ao local após receberem denúncias anônimas. Ele explica que esse tipo de material é comumente usado em explosões e roubos a bancos.

Além das dinamites, os investigadores localizaram espoletas detonantes e farta quantidade do material semelhante a material usado na fabricação artesanal de explosivos. O dono do imóvel foi identificado e vem sendo procurado pelos policiais.


Acessar


Esqueceu sua senha?
Voltar para o topo
Secretaria de Estado da Comunicação Institucional