Polícia Civil prende suspeito de integrar quadrilha de assalto a banco

Polícia Civil prende suspeito de integrar quadrilha de assalto a banco

Um homem suspeito de integrar quadrilha de explosão a bancos foi preso pela Polícia Civil nessa terça-feira (12), em Campina Grande. Mateus Emanuel Calixto Rocha, mais conhecido como “Mateus Playboy”, de 21 anos, foi encontrado pelos investigados no bairro de Alto Branco. Ele é acusado de homicídio e assalto a banco. A prisão foi executada pela equipe de Delegacia de Roubos e Furtos de Campina Grande (DRF/CG), com apoio da Polícia Civil do Rio Grande do Norte.

Segundo o delegado da DRF/CG, Victor Emmanuel Melo dos Santos, Mateus responde a processos criminais na Paraíba e no Rio Grande do Norte. Contra ele, pesam três mandados de prisão, expedidos pela justiça dos dois Estados.  “Ele é acusado de praticar um assalto a banco no Rio Grande do Norte e um homicídio ocorrido em Campina Grande. Estava preso, mas fugiu”, disse o delegado.

Desde sexta-feira passada, as equipes da DRF/CG estavam em diligências para localizar Mateus. Policiais civis do Rio Grande  do Norte enviaram  às equipes paraibanas informações sobre o possível endereço de Mateus, em Campina Grande. No entanto,  o foragido não foi localizado. “Fizemos novas investigações e conseguimos localizar no novo local onde Mateus se encontrava. Montamos uma campana, durante dois dias, e conseguimos prendê-lo”, afirmou o delegado.

Ainda de acordo com Victor Emanuel, o preso é considerado de altíssima periculosidade. A polícia acredita que ele faça parte da organização criminosa comandada por Romário Gomes da Silveira, o “Romarinho”, que, por sua vez, é acusado de assaltar carros fortes e agências bancárias na região Nordeste, com uso de explosivos.