Polícia prende 15 pessoas e retira de circulação principais traficantes de drogas do Sertão

Uma operação conjunta das Polícias Civil e Militar, realizada nesta quarta-feira (25), resultou na prisão de 15 pessoas no Sertão da Paraíba, suspeitas de integrar uma organização criminosa com ligação no tráfico de drogas, homicídios e roubos. A ação foi realizada com um efetivo de 80 policiais que cumpriram mandados de prisão e de busca e apreensão nas cidades de Pombal, Sousa, Patos e João Pessoa.

Entre os presos estão Flávio Coelho da Silva e Juderlan Lourenço. Segundo o delegado Glauber Fontes, eles eram considerados os traficantes mais procurados do sertão do Estado. “Flávio Coelho era o responsável pelo fornecimento da droga na região de Sousa e Juderlan na cidade de Pombal. Eles foram presos na tarde desta quarta-feira (25), dando continuidade ao cumprimento de mandados de prisão nas duas cidades”, destacou.

A operação, denominada ‘Altas Horas’, teve como objetivo reprimir os homicídios e roubos ocorridos, principalmente na região de Pombal, além do tráfico de entorpecentes e o porte ilegal de arma de fogo. Foram apreendidas seis armas, sendo quatro revólveres, uma espingarda e uma pistola.

De acordo com o delegado Glauber Fontes, que coordenou os trabalhos durante quatro meses de investigação, das 15 prisões, cinco mandados foram cumpridos dentro do sistema prisional da Paraíba, quatro em João Pessoa, sendo que três no PB1 e um no Silvio Porto, e a outra prisão foi efetuada no presídio da cidade de Pombal. Para Fontes, apesar de eles terem sidos presos em outras operações policiais, durante investigação ficou constatado que participaram dos referidos crimes.

Uma coletiva de imprensa foi realizada na sede da Delegacia Seccional de Patos com a presença dos comandantes da Polícia Militar, dos delegados seccionais e ainda do delegado geral adjunto da Polícia Civil da Paraíba, Isaias Gualberto. Durante o evento, Isaias ressaltou a importância da operação que segue diretrizes do programa Paraíba Unida pela Paz de enfrentamento aos homicídios no Estado com a elucidação desses crimes e a prisão dos responsáveis.

O comandante do Batalhão da PM de Pombal, Capitão Batista considerou o trabalho unificado bastante produtivo, visto que a integração aconteceu de forma sistemática, e como a maioria dos roubos cometidos na cidade de Pombal foi realizada por estas pessoas, ele espera que haja uma redução de crimes patrimoniais naquela região.

O delegado Glauber Fontes ressaltou que só na região de Pombal foram seis homicídios, além do tráfico de drogas e assaltos.  Segundo a autoridade policial, preocupada com o aumento dos crimes, a polícia deu início a uma minuciosa investigação que resultou na desarticulação da organização criminosa, que era composta pelo grupo bem articulado que comandava de homicídios ao tráfico de drogas na cidade, tirando o sossego da população. “Esses homicídios eram justamente contra pessoas que eles consideram empecilhos para a prática dos crimes na localidade e graças a nossa polícia que trabalha de forma unificada, conseguimos tirar de circulação os cabeças dos praticantes do mal e devolvemos tranquilidade à população que vivia apreensiva por causa dos delitos ocorridos”, explicou o delegado Glauber, que ainda considerou a operação bastante exitosa.

Os presos vão responder por roubos, homicídios, tráfico de drogas e comércio ilegal de arma de fogo. Eles foram levados para os presídios locais, onde permanecerão à disposição da Justiça.