Polícia prende casal suspeito de assassinar adolescente em Barra de Santa Rosa

Polícia prende casal suspeito de assassinar adolescente em Barra de Santa Rosa
 
A Polícia Civil através da equipe da Delegacia de Polícia de Barra de Santa Rosa que faz parte da 13ª Delegacia Seccional de Picuí no Seridó paraibano, distante 200km de João Pessoa,  cumpriu na manhã dessa sexta feira (09) o mandado de prisão expedido pela Justiça contra Gabriela Cordeiro de Sousa. Ela é suspeita de ser coautora de um homicídio registrado em outubro deste ano no município de Barra de Santa Rosa.
O crime aconteceu na madrugada do dia 26 e de acordo com informações repassadas para a polícia, o adolescente Moisés Silva Alves, 17 anos teria sido executado depois de uma discussão envolvendo três pessoas. A vítima e os três suspeitos de cometer o homicídio estavam embaixo de uma ponte na BR 104 na localidade conhecida como Riacho da Cruz, distante 2 km de Barra de Santa Rosa.
O corpo do adolescente foi encontrado por volta das 6h da manhã por pessoas que passaram pelo local. A polícia foi acionada e durante a identificação viu que a vítima já tinha sido apreendida e levada para o Juizado da Infância e Adolescência várias vezes suspeita de praticar furtos e receptação de drogas. Depois de ouvir e fazer os levantamentos na área a suspeita de acerto de contas por partilha de entorpecentes foi confirmada.
Os levantamentos policiais e as informações repassadas para o número 197 Disque Denúncia da Secretaria Estadual da Segurança e da Defesa Social (SESDS) ajudaram na identificação dos suspeitos de cometer o crime. O primeiro envolvido no homicídio foi preso na semana passada. Depois disso a autoridade policial solicitou o mandado de prisão dos outros suspeitos. Além de Gabriela a polícia também cumpriu na tarde dessa sexta feira (09) o mandado de prisão contra e Joseilton Silva Pereira.
Com a prisão dos três suspeitos de assassinar Moisés Silva Alves a Polícia Civil concluiu o inquérito. Gabriela e Joseilton foram ouvidos e confirmaram que o crime aconteceu durante o consumo de entorpecentes e que foi motivado por uma briga na hora de dividir as drogas . Eles foram autuados por homicídio e vão aguardar presos pela decisão da Justiça.