Polícia prende casal suspeito de integrar grupo criminoso responsável por arrombamentos na Paraíba e Pernambuco

Policiais civis da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (Roubos e Furtos) de Campina Grande na região do Agreste paraibano prenderam nas primeiras horas do domingo (12) no bairro das Malvinas na zona oeste da cidade, Robert Weider Ramos de Sousa, 24 anos e Karina Keila Barbosa Ferreira, 23 anos. O casal é suspeito de integrar um grupo criminoso responsável por arrombamentos a lojas na Paraíba e Pernambuco.    

A Polícia chegou até eles depois de receber uma informação. “Segundo a pessoa que procurou a nossa Delegacia os suspeitos estariam escondidos em Campina. Foi realizada uma busca na área e quando identificamos o local cumprimos o mandado de prisão contra Robert Weider. A mulher também foi levada para prestar esclarecimentos, mas quando abrimos o Banco de Mandados Nacional vimos que Karina Keila também era procurada pela Justiça de Pernambuco por roubo”, falou o delegado Cristiano Santana.

Os dois já vinham sendo monitorados e a suspeita é que eles façam parte da quadrilha especializada em arrombamentos de lojas de confecções. O grupo é considerado um dos maiores do Estado e teria motivado uma Operação policial realizada no final do ano passado na cidade de Cajazeiras no Sertão da Paraíba. Na época várias pessoas foram presas e mais de 300 mil apreendidos. Os integrantes teriam como base de apoio bairros da zona leste de Campina Grande, nestes locais eles guardavam e dividiam os produtos dos roubos e os lucros dos crimes.

Robert Weider responde a processos por furto qualificado nas Comarcas de João Pessoa e Sapé e Karina Keila em Arco Verde no Estado de Pernambuco pelo mesmo crime. Os dois foram levados para a audiência de custódia para que o Juiz determine se eles vão ser encaminhados para os presídios ou vão responder pelos processos em liberdade. Agora a polícia concentra os trabalhos na identificação dos outros integrantes do grupo criminoso para que eles também respondam na Justiça pelos crimes que praticaram.