Polícia prende dois homens e apreende cerca de 2 mil caixas de cigarros contrabandeados em Campina Grande

Polícia prende dois homens e apreende cerca de 2 mil caixas de cigarros contrabandeados em Campina Grande

A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Roubos e Furtos de Campina Grande, realizou nesta quinta-feira (28) uma das maiores apreensões já registradas no Estado de cigarros contrabandeados do Paraguai. Segundo o delegado Cristiano Santana, mais de uma tonelada - dividida em 2 mil caixas de cigarros – foi descoberta em uma casa que funcionava como lava jato na Avenida Floriano Peixoto, em Campina Grande.

Os envolvidos no contrabando são o policial militar reformado Marcelo Calixto de Sousa, e o irmão dele, Valney Calixto de Sousa. “O trabalho investigativo começou a partir de uma denúncia anônima e revelou que os irmãos usavam o lava jato como fachada para não levantar suspeita da ação criminosa praticada por eles. Nos fundos do estabelecimento ficava um galpão onde os cigarros eram armazenados e depois distribuídos para várias cidades paraibanas”, esclareceu o delegado Cristiano Santana.

Ainda segundo a autoridade policial, a carga chegava a Campina Grande, era estocada no falso lava jato, onde os cigarros eram separados e distribuídos por todo o Estado da Paraíba. Ele disse também que o policial militar reformado Marcelo Calixto foi encaminhado para 2º Batalhão da Polícia Militar em Campina Grande, onde ficará detido. Já o irmão dele, Valney Calixto, foi encaminhado para o Presídio do Serrotão.