Polícia prende em Campina Grande casal foragido da Justiça

Polícia prende em Campina Grande casal foragido da Justiça


                                                                     

A Polícia Civil, através do Núcleo Especializado em Repressão a Tentativas de Homicídios (NERTHO) da 10ª Delegacia Seccional de Campina Grande cumpriu, nessa quinta-feira (7), três mandados de prisão. Contra Diego Livramento dos Santos, 26 anos, fugitivo do presídio Silvio Porto, em João Pessoa, havia dois mandados, um da Vara de Execução Penal decorrente da regressão de regime pela fuga da unidade prisional e outro da 6ª Vara Criminal da Capital por furto qualificado. O terceiro mandado foi em desfavor de Natália Bruna Santos Menezes, 23 anos. Ela teve prisão preventiva decretada pela 6ª Vara Criminal da Comarca de João Pessoa por prática de roubo.

 

Diego também aparece como o principal suspeito de uma tentativa de homicídio registrada no bairro do Velame, em Campina Grande. O crime aconteceu em junho deste ano e a vítima foi uma adolescente. De acordo com as investigações, a jovem caminhava com a mãe quando Diego chegou em uma bicicleta. Ele teria abordado a vítima e desferido vários golpes de faca contra ela. A adolescente foi levada para o hospital e na hora do registro da ocorrência denunciou Diego como o autor do crime.

 

O motivo da tentativa de homicídio seria vingança, Diego acreditava que a moça estava envolvida na tentativa de homicídio contra ele. Várias buscas foram realizadas até que a polícia descobriu que o casal procurado pela polícia, em João Pessoa, estava escondido em Campina Grande.

 

 

“Montamos uma estratégia e conseguimos prender Diego no Centro da cidade. Levamos o suspeito até a casa dele e quando chegamos ao local encontramos a bicicleta, o boné e uma faca que pode ter sido usada para praticar o crime”, disse o delegado seccional, Iasley Almeida. Durante a revista na residência, a polícia encontrou Natália, companheira de Diego. Os dois serão apresentados na audiência de custódia e vão aguardar no Presídio do Serrotão a transferência para os presídios da Capital.