Polícia prende em Campina Grande mais um suspeito de participar de roubo a banco em Jacaraú

Polícia prende em Campina Grande mais um suspeito de participar de roubo a banco em Jacaraú

A Delegacia de Crimes contra o Patrimônio (Roubos e Furtos) de Campina Grande, prendeu Guilherme Santos da Silva, de 19 anos. Ele é conhecido pelo codinome de ‘Nino Borracheiro’ e já vinha sendo investigado pela participação em crimes de explosão a caixas eletrônicos em vários municípios da Paraíba. Guilherme é o quinto suspeito preso pela Polícia Civil da Paraíba por participação no roubo ao Banco do Brasil de Jacaraú.

De acordo com o delegado Cristiano Santana, o suspeito fazia parte de uma quadrilha especializada em ataques a instituições financeiras e seria um dos chefes do bando, que começou a ser desarticulado no dia 5 deste mês, no Vale do Mamanguape.

“As investigações começaram há 15 dias, logo após a prisão de quatro pessoas que estavam diretamente ligadas ao roubo do Banco do Brasil do município de Jacaraú. Depois dessa operação policial, entendemos que o Guilherme Santos integrava a quadrilha e era tido como chefe dessa associação criminosa. O pedido de prisão temporária foi expedido pela comarca de Jacaraú e levantamentos realizados pela Roubos e Furtos em conjunto com a 7ª Delegacia Seccional, com sede em Mamanguape, indicaram que o suspeito estava escondido no bairro de Catolé de Zé Ferreira, em Campina Grande”, relatou o delegado.

Ainda segundo Cristiano Santana, o suspeito já teria sido preso em flagrante pela Polícia Federal pelo mesmo tipo de crime: explosão de caixa eletrônico. “Quando começamos o levantamento da ficha do Guilherme, soubemos que ele teria sido preso durante uma abordagem a um veículo em que ele estava com comparsas. Dentro do carro foram encontrados explosivos e outros materiais usados nesse tipo de ataque. Ele foi preso e condenado, e a pena teria sido convertida em serviços prestados à sociedade, por conta disso, o Guilherme se encontrava em Campina Grande”, explicou.

O suspeito vai responder pelos crimes de furto qualificado e explosão. Ele será encaminhado para o Presídio Padrão de Campina Grande, onde deverá aguardar as decisões da Justiça.

A ‘Operação Vale do Mamanguape’ - Uma operação policial realizada no último dia 5 de fevereiro, no Litoral Norte da Paraíba, resultou na prisão de quatro integrantes de uma quadrilha responsável por assaltos a banco na região do Vale Mamanguape, incluindo o roubo ao Banco do Brasil do município de Jacaraú. A ação foi realizada pelas Polícias Civil e Militar e começou assim que houve o crime, sendo três dias de diligências em um local de mata fechada que servia de esconderijo para o grupo.

Foram presos: Bruno Carneiro da Costa, de 24 anos; Marciel Henrique da Silva, de 24 anos; Leandro de Oliveira da Silva, de 24 anos e ainda um Soldado da Polícia Militar, que mantinha envolvimento com o grupo criminoso, Alexandre Gomes Barbosa.

Segundo o delegado Tércio Rocha, responsável pelas investigações, os presos formavam uma organização criminosa bem articulada e que estaria se planejando para novos assaltos, em outras agências bancárias na região do Vale do Mamanguape e ainda outros tipos de crime, como assaltos a estabelecimentos comerciais. Na ação, foram apreendidos: armas, explosivos, munições de grosso calibre e objetos utilizados para a prática dos crimes.