Polícia Civil prende em Patos homem suspeito de tentativa de homicídio

Polícia Civil prende em Patos homem suspeito de tentativa de homicídio

A Polícia Civil, por meio de um trabalho desenvolvido pelo Grupo Tático Especial (GTE) da 15ª Delegacia Seccional, que tem sede em Patos, cumpriu mandado de prisão temporária contra Jucelino da Silva Trajano, de 18 anos. Ele é suspeito de participar de uma tentativa de homicídio, no bairro do Jatobá, no município.

De acordo com o delegado seccional, Sylvio Rabello, após o crime o GTE iniciou com as investigações e descobriu que o suspeito já tinha se envolvido em outras tentativas de homicídio na cidade de Patos. “Quando levantamos as informações sobre o Jucelino da Silva, ele era apontado como autor de outros crimes e após o último teria fugido. Após uma investigação realizada pelo GTE conseguimos descobrir onde o suspeito estava escondido e cumprimos o mandado de prisão temporária que já tinha sido expedido”, disse a autoridade policial.

Após a prisão, o Jucelino da Silva foi ouvido na sede da delegacia da cidade de Patos e em seguida foi encaminhado para o Presídio de Segurança Máxima, onde deverá aguardar as decisões judiciais.

Mais prisões – Um trabalho desenvolvido pelas Polícias Militar e Civil, da cidade de Patos, terminou com a apreensão de dois adolescentes, depois de confessarem a autoria de um homicídio cometido na noite da segunda-feira (21), no município.

Segundo informações repassadas pelo delegado titular da 15ª seccional, Sylvio Rabello, os dois adolescentes eram suspeitos de matar a tiros Railson Kelvim Alves de Araújo, de 20 anos, próximo a Praça do Guedes e após uma hora do ocorrido eles foram localizados, interrogados e confessaram a autoria do crime. Os jovens têm 17 e 16 anos e foram detidos por policiais do 3º Batalhão e da 6ª Companhia do Batalhão de Operações Especiais (Bope). A ação contou com a participação de investigadores da Delegacia de Homicídios de Patos.

Um deles foi encontrado na festa da Padroeira de Nossa Senhora da Guia, que acontece no município. O outro estava saindo de casa para o evento. Os dois confessaram o crime e revelaram que a motivação seria uma rixa entre eles. O suspeito de 17 anos já tem passagem pela polícia por tráfico de drogas.

O homem assassinado trabalhava como vendedor de frangos e no primeiro momento após o crime os policiais chegaram a levantar a suspeita de que o caso teria ligação com o fato dele ter envolvimento com a ex-mulher de um presidiário, mas os jovens suspeitos do homicídio atribuíram o assassinato apenas aos desentendimentos entre eles, o que está sendo investigado.