Polícia prende filho que matou a mãe e foi beber no mercado público de Paulista

Polícia prende filho que matou a mãe e foi beber no mercado público de Paulista

A Polícia Civil da Paraíba, por meio do Grupo Tático Especial de São Bento, sertão do Estado, elucidou nesta quinta-feira (10) o homicídio ocorrido na última segunda-feira (7) na cidade de Paulista, do qual foi vítima Maria Nazaré de Souza, de 69 anos. Segundo o delegado Anderson Fontes, a vítima foi estrangulada pelo próprio filho, Adalberto Cândido da Silva, conhecido como Betinho, de 28 anos. A prisão ocorreu no município de Paulista pelos policiais militares que atuam na região.

 

“Ao perceber que a mãe estava caída ao chão e, provavelmente sem vida, Betinho ficou com R$ 70,00 que estava com a vítima e foi ao mercado comprar carne e beber como se nada tivesse acontecido, inclusive sem ter solicitado nenhum tipo de socorro. Na manhã seguinte ao dia do crime, o suspeito foi encontrado pela Polícia Militar de Paulista e conduzido à Delegacia para depoimento. Naquela ocasião, ele negou a acusação, no entanto, o laudo pericial que foi divulgado hoje confirmou a morte de Maria Nazaré por estrangulamento e o próprio Betinho assumiu que era violento com a mãe e que a deixou desacordada após uma briga em que apertou o seu pescoço com um cordão”, relatou o delegado Anderson Fontes.

 

Depois de ouvir várias pessoas da comunidade, o delegado Anderson Fontes confirmou que o suspeito sempre foi violento com a mãe, o que motivou o pedido de prisão preventiva, cuja expedição ocorreu nesta quarta-feira (9). “Na manhã desta quinta-feira (10), a Polícia Militar localizou o suspeito em um sítio na cidade de Paulista e o trouxe até a delegacia. Agora, Adalberto Cândido da Silva, o Betinho, será conduzido para o IPC de Patos para os exames de praxe e em seguida será recolhido para o Presídio de Catolé do Rocha, onde ficará à disposição da Justiça”, finalizou o delegado.