Polícia prende suspeito de matar homem com um golpe de faca no coração

Polícia prende suspeito de matar homem com um golpe de faca no coração

A Delegacia de Crimes Contra Pessoa (Homicídios) de Campina Grande cumpriu na tarde desta quinta feira (25) um mandado de prisão expedido pelo 2º Tribunal do Júri de Campina contra Carlos Rodrigo Araujo dos Santos, 40 anos. Ele é investigado pela prática do crime de homicídio. Carlos Rodrigo foi preso quando prestava depoimento na Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE).

A polícia chegou até o suspeito durante as investigações de um assassinato que aconteceu em fevereiro deste ano no bairro do Quarenta na zona sul da cidade de Campina Grande. A vítima Erivan de Sousa, 28 anos foi ferido com um golpe de faca que atingiu o coração. As imagens de um circuito de segurança instalado do lado de fora de uma residência mostram o momento em que a vítima já ferida entra correndo na rua, mas na gravação não aparece o autor do crime.

Quando os policiais civis da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa chegaram ao local foram informados que a vítima estava conversando com três mulheres quando um homem chegou e começou a falar com uma delas. O casal começou uma discussão e foi ai que o suspeito pegou a faca e desferiu o golpe contra Erivan. As mulheres que testemunharam o crime foram ouvidas e uma delas disse que tinha um relacionamento com o suspeito e que ele teria praticado o crime porque ela não quis ir embora com ele.  

“Ela disse que o autor do homicídio era Carlos Rodrigo, um paulista que estava morando em um beco no bairro do Quarenta, seguimos até o local, mas ele não foi encontrado. Depois a nossa equipe recebeu a informação que o suspeito estava no bairro da Gloria na zona leste da cidade, realizamos várias diligências na área e como das outras vezes ele fugiu. Hoje Carlos Eduardo foi conduzido para a DRE suspeito de tráfico de drogas. Quando o banco de mandados foi consultado a equipe viu que Carlos Rodrigo já era procurado por homicídio, nossa equipe foi acionada e ele foi preso”, disse o delegado Francisco de Assis.

Durante o depoimento Carlos Rodrigo confessou que atingiu a vítima com um golpe de faca, mas alegou que não sabia que Erivan tinha morrido. Já o motivo do crime segundo ele seria ciúmes da namorada. Carlos Rodrigo foi encaminhado para o Instituto de Polícia Cientifica (IPC) para fazer o exame de corpo de delito em seguida ele foi encaminhado para a carceragem da Central de Polícia no bairro do Catolé para aguardar pela audiência de custodia prevista para acontecer nessa sexta feira (26).