Polícia realiza operação e prende duas pessoas suspeitas de praticar golpes em venda de carros

Polícia realiza operação e prende duas pessoas suspeitas de praticar golpes em venda de carros

A Polícia Civil da Paraíba, através da Delegacia Especializada de Defraudações e Falsificações (DDF) de João Pessoa realizou nessa sexta feira (06) uma operação para prender integrantes de um grupo criminoso especializado em negociar veículos e emitir cheques de forma fraudulenta nos Estados da Paraíba e Pernambuco. Duas pessoas foram presas, uma no bairro de Paratibe no Valentina de Figueiredo e a outra na praia de Jacumã no Conde.

Suênia Kely de Araújo, 33 anos e Josemir Gomes Pereira, 54 anos, foram presos durante as diligências. O terceiro integrante da associação criminosa, Roterdan Robeiro de Sá não foi encontrado pelos agentes de investigação. A polícia chegou até os suspeitos após receber denúncia feita por uma das vítimas que registrou o caso na DDF. Ela disse que negociou um veículo S10, com os três suspeitos que depois da transação desapareceram deixando ela com o prejuízo.

“Roterdan foi o responsável pela intermediação da negociação, Josemir fez o registro do veículo e Suênia emitiu e assinou os cheques fraudados utilizados como forma de pagamento do veículo avaliado em 39 mil. Como os cheques foram devolvidos pelo banco com a justificativa de que eram falsos a vítima ficou sem o carro e sem o dinheiro porque os suspeitos fugiram sem deixar nenhuma pista. E ela não foi a única pessoa lesada pelo grupo”, falou o delegado titular da DDF Lucas Sá.

As investigações mostraram que a associação criminosa teria negociado em João Pessoa pelo menos oito veículos, de maneira fraudulenta. A polícia ainda descobriu que a S10 foi repassada há a uma terceira vítima, com a promessa de entrega do recibo de transferência nos próximos dias. A pessoa foi localizada, e confirmou a atuação dos suspeitos e o crime. O veículo não foi localizado porque foi renegociado com uma quarta pessoa.

A autoridade policial estima que os suspeitos conseguiram um lucro de 70 mil só nos golpes praticados contra as duas vítimas e pode superar a quantia de 250 mil, caso as outras vítimas sejam localizadas. No momento da prisão os policias apreenderam com Suênia, um veículo Fiat Siena, cor preta, placa MPV3248. O carro estava sem nenhuma documentação. Os suspeitos foram presos em flagrante pelos crimes de estelionato e falsidade ideológica. Eles vão ficar recolhidos na carceragem da Central de Polícia, aguardando a realização da audiência de custódia.

As diligências vão continuar para prender o suspeito Roterdan e localizar mais vítimas da associação criminosa. A polícia também espera recuperar os veículos negociados. A DDF divulgou as imagens dos suspeitos e pede a colaboração da população, para que as vítimas compareçam a delegacia na Central de Polícia no Geisel ou ligue para o número 197 Disque Denúncia da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social (SESDS) e repasse informações sobre o suspeito foragido e sobre a localização dos veículos negociados por eles.