Polícia realiza Operação PC27 para prender suspeitos de homicídios e roubos

Polícia realiza Operação PC27 para prender suspeitos de homicídios e roubos
A Polícia Civil através da Delegacia Especializada em Crimes Contra a Pessoa (Homicídios) de Campina Grande no agreste paraibano deflagrou nas primeiras horas da manhã desta quinta feira (14) a Operação PC27. A ação que aconteceu simultaneamente em 27 Estados  teve como objetivo cumprir mandados de busca domiciliar e de prisão, relativos a Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) e Crimes Violentos Patrimoniais (CVP), homicídios e roubos. A Operação foi realizada nos Bairros, Catingueira, Jeremias e das Cidades.
Em Campina Grande foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão, quatro mandados de prisão e um mandado de apreensão contra uma adolescente. Entre os alvos estavam Cícero Farias do Nascimento e Alex Cavalcanti da Silva, os dois são investigados por envolvimento no homicídio de Lucas Silva, "Papito", fato ocorrido no dia 04 de setembro deste ano no Bairro das Cidades na zona sul. O preso Alex Cavalcanti ainda foi autuado em flagrante por crime de tráfico de entorpecentes, uma vez que os policiais encontraram na residência dele drogas já prontas para venda.  
A adolescente de 17 anos foi autuada em flagrante de ato infracional por estar de posse de quatro cédulas de dinheiro falsas e uma Carteira de Identidade com a foto dela e dados de outra pessoa maior de idade. A menor é foragida do Centro Educacional de Natal no Rio Grande do Norte. Os levantamentos mostram que ela tem envolvimento com a prática de um ato infracional semelhante a homicídio e várias infrações semelhantes a crimes patrimoniais, roubos e furtos. A adolescente será apresentada ao Promotor da Infância e Juventude de Campina, mas como tem um mandado de busca e apreensão em aberto expedido pela Justiça do RN deve ser encaminhada para lá.
Já os quatro presos foram ouvidos pelas delegadas de Crimes Contra a Pessoa, Ellen Lima e Nercilia Dantas. Depois dos depoimentos os suspeitos foram recolhidos na carceragem da Central de Polícia no Bairro Catolé para aguardar a apresentação ao juiz da audiência de custodia.