Polícia recupera em Campina Grande joias roubadas em Belém do Pará

Polícia recupera em Campina Grande joias roubadas em Belém do Pará

Uma operação integrada dos policiais civis da Delegacia de Roubos e Furtos (DDF) de Campina Grande e da Divisão de Combate aos Crimes Patrimoniais de Belém do Pará, cumpriu, na manhã dessa quarta-feira (16), seis mandados de busca e apreensão, no bairro do José Pinheiro, em Campina Grande. Os alvos eram as residências dos suspeitos de receptação de joias apontados nas investigações como integrantes da quadrilha criminosa especializada em roubos a joalherias. 

 

O grupo começou a ser monitorado em novembro de 2015 depois do registro de um arrombamento a uma joalheria que funciona em um shopping na cidade de Belém no estado do Pará. A ação que foi gravada pelas câmeras do circuito de segurança mostra o momento em que três mulheres aparecem no corredor, por volta das 23h, quando o shopping já estava fechado. Uma das mulheres, em companhia de uma adolescente, arromba o cadeado da porta usando um alicate. 

A terceira mulher aparece em seguida, quebra a fechadura da porta e depois as duas começam a colocar todas as joias em sacolas, que a adolescente joga dentro da loja. As três fugiram do local sem serem notadas pelos seguranças. O roubo durou cerca de 20 minutos e, segundo o levantamento, foram roubados cerca de R$ 3 milhões em joias. 

Em dezembro do ano passado, um trabalho integrado dos Grupos de Operações Especiais (GOE) da Paraíba e do Pará conseguiu identificar e prender no município de Cabedelo as duas mulheres envolvidas no roubo e um homem. Agora as casas dos responsáveis pela receptação e venda das joias foram descobertas. Durante a operação policial, várias joias com o código de barra da joalheria foram apreendidas nas residências. 

Apenas uma mulher foi encaminhada para a delegacia, mas foi liberada depois de ser ouvida pelo delegado da Divisão de Combate aos Crimes Patrimoniais de Belém do Pará, Thiago Dias, porque não foi possível comprovar se as peças encontradas na casa dela foram roubadas da joalheria pelo grupo criminoso. Durante as buscas, os policiais também encontraram uma bicicleta de competição com registro de roubo. O material apreendido nas casas dos suspeitos foi encaminhado para Belém, onde foi instaurado o inquérito. 

Agora o trabalho dos policiais continua para prender os suspeitos. “Vamos pedir a Justiça novos mandados, dessa vez de prisão, e esperamos prender os integrantes desse grupo criminoso o mais rápido possível. Já descobrimos que todos são paraibanos e que agem em vários Estados”, disse o delegado de Roubos e Furtos de Campina Grande, Cristiano Santana.