Secretário da Segurança visita nova Delegacia da Mulher que começou a funcionar nesta terça na Zona Sul da Capital

O secretário da Segurança e da Defesa Social, Cláudio Lima, participou nesta terça-feira, 1º, da solenidade de abertura da Delegacia de Atendimento à Mulher (DEAM) da Zona Sul da Capital. A delegacia está funcionando ao lado da nova Central de Polícia, na entrada do Conjunto Ernesto Geisel, às margens da BR-230, e se constitui em mais um espaço voltado para o enfrentamento à violência contra a Mulher no Estado.

            Segundo o secretário Cláudio Lima, a nova unidade da Delegacia da Mulher não implicará em mudanças no atendimento à Delegacia já existente na Av. Dom Pedro II, ambas funcionando em regime de plantão 24 horas por dia. “Estamos inaugurando mais uma Delegacia de Mulher para atender à demanda dos bairros da Zona Sul, mas a Delegacia do centro da cidade, na Av. Pedro II, continuará em pleno funcionamento para dar suporte aos bairros próximos daquela área da cidade”, ressaltou.

Para marcar o início dos trabalhos da nova DEAM foram realizadas várias atividades de conscientização sobre a importância de registrar ocorrências e denunciar crimes contra a mulher. Também foi distribuído material informativo sobre o funcionamento da Delegacia da Mulher. A ação contou com a participação de movimentos sociais ligados ao enfrentamento à violência contra a mulher e da Secretaria da Diversidade Humana.

A princípio, a nova DEAM está funcionando com duas equipes completas, com delegados, agentes de investigação e escrivães, mas à medida que começarem os atendimentos, mais equipes poderão ser deslocadas para a sede da Deam na Zona Sul.

A nova Delegacia amplia o enfrentamento a violência contra a mulher na Paraíba que a partir de agora conta com onze estruturas, sendo duas em João Pessoa e outras distribuídas nas cidades de Santa Rita, Bayeux, Cabedelo, Campina Grande, Guarabira, Patos, Sousa, Cajazeiras, Queimadas, Esperança e Monteiro, que ainda não foi inaugurado oficialmente, mas já está prestando atendimento.

De acordo com a coordenadora das delegacias de atendimento à mulher do Estado, a delegada Maísa Félix, a nova unidade tem acessos independentes, por onde vítima e agressor serão conduzidos por entradas distintas para que não se cruzem durante os procedimentos referentes a cada situação de crime. A ideia é prestar um atendimento eficiente e ajudar a vítima nesse processo tão doloroso de ir até uma unidade de Polícia prestar queixa contra seu agressor, que em parte dos casos são companheiros, namorados ou parentes.

 “A ideia é deixar a vítima bem acolhida, vamos trabalhar com acompanhamento psicológico, conversar com a vítima, entender se ela precisa da medida protetiva, se vai ser cadastrada no Programa SOS Mulher e para isso precisamos de uma estrutura que acomode bem a equipe de policiais, a vítima e seus familiares. O novo prédio da Central de Polícia bem como a nova sede da Deam Zona Sul nos proporciona isso”, revelou a delegada Maísa Félix.