Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Polícia Civil aumenta índice de elucidação de homicídios na Paraíba

Notícias

Polícia Civil aumenta índice de elucidação de homicídios na Paraíba

A Polícia Civil aumentou o índice de elucidação dos chamados Crimes Violentos Letais e Intencionais (CVLI), que incluem homicídios, latrocínios e feminicídios registrados na Paraíba. De janeiro a setembro do ano passado, a instituição iniciou a investigação de 707 casos dessa natureza. Destes, 362 foram totalmente esclarecidos e seus autores identificados e processados. O número representa índice de 51,35% e está acima dos 49% alcançados durante os 12 meses de 2018.

Na Paraíba, a Polícia Civil implantou 22 Delegacias Seccionais nas principais cidades do Estado, com a finalidade de coordenar investigações dos casos de CVLI, com apoio das delegacias especializadas nesse tipo de delito.

Cabedelo, situado na área metropolitana de João Pessoa, aparece na lista com o maior índice de elucidação de CVLI. Nesta localidade, a Polícia Civil conseguiu esclarecer todos os seis delitos dessa natureza ocorridos nesta região, obtendo índice de 100% de elucidação dos casos.

Campina Grande é a segunda com maior índice de elucidação. A cidade conseguiu identificar os autores de 38 dos 43 delitos dessa natureza registrados na região. O índice foi de 88,37% de elucidação. Na sequência, surge o município de Patos, no sertão do Estado, com 87,50% de CVLI’s solucionados.

As delegacias seccionais situadas nas regiões de Esperança (78,79%), Itaporanga (73%), Mamanguape (71,43%) e Guarabira (67,86%) são as que aparecem com os maiores índices de elucidação.

O delegado geral da Polícia Civil, Isaías Gualberto, observa que os números são resultado de dedicação das equipes e investimentos. “Nosso efetivo é formado por policiais extremamente dedicados em empenhados com a atividade policial. Recentemente, a Polícia Civil conquistou a autonomia administrativa e financeira, o que irá permitir investimentos e qualidade ainda maior das investigações”, declarou.

Nos trabalhos de elucidação dos casos de CVLI, a Polícia Civil usa uma metodologia pioneira no Brasil. Durante três meses, a instituição acompanha as investigações, que têm a finalidade de esclarecer circunstâncias, motivação e autoria do crime. Por conta dessa metodologia, os dados referentes aos casos de CVLI registrados entre outubro e dezembro de 2019 somente serão divulgados ao final de março de 2020.

registrado em: , ,
Acessar


Esqueceu sua senha?
Voltar para o topo
Secretaria de Estado da Comunicação Institucional