Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Polícia prende homem em Santa Rita que confessa ter assassinado o empresário Aldeone Antunes em seu apartamento no João Paulo II

Notícias

Polícia prende homem em Santa Rita que confessa ter assassinado o empresário Aldeone Antunes em seu apartamento no João Paulo II

A Polícia Civil da Paraíba prendeu no início da manhã deste sábado (12) no bairro de Tibiri, em Santa Rita, Cleyton Weverton Borges Felismino, 19 anos, suspeito de ser o autor do latrocínio ocorrido no dia 19 de setembro deste ano, quando o empresário Aldeone Antunes foi encontrado morto dentro do seu apartamento no bairro João Paulo II, em João Pessoa.

A ação foi realizada pela equipe da Delegacia de Crimes Contra o Patrimônio (DCCPAT), sob a coordenação do delegado Braz Morroni, já que o carro e outros pertences da vítima foram roubados por ocasião de seu assassinato.

Segundo o delegado, o suspeito confessou o crime e disse que passou a noite no apartamento da vítima, resolvendo atirar em sua cabeça quando o empresário estava dormindo. “Ao ser interrogado, Cleyton Weverton confessou que saiu com a vítima para ingerir bebidas alcoólicas, depois foram até o apartamento da vítima e lá, após esta dormir, o investigado aproximou a arma de fogo da testa da vítima e efetuou um disparo. Em seguida subtraiu alguns pertences e se evadiu do local”, informou o delegado Braz Morroni.

A equipe de investigação da DCCPAT chegou até o suspeito após um amigo da vítima ter repassado uma foto da arma, que o próprio empresário teria lhe enviado momentos antes do crime. O empresário comentou com o colega que pegou Cleyton Weverton em casa, ambos foram para um bar e depois o levou para seu apartamento. Mesmo estando armado ele não demonstrou estar com receio em levar o rapaz e continuar bebendo com ele em casa.

“No momento de sua prisão, o investigado ainda tentou fugir, através de duas escadas previamente posicionadas para facilitar a fuga, entretanto o recinto já estava devidamente cercado pelas equipes da DCCPAT, ocasionando a sua inevitável prisão”, concluiu Braz Morroni.

Cleyton Weverton está preso na carceragem da Central de Polícia de João Pessoa e será apresentado em audiência de custódia para ficar à disposição da Justiça.

Acessar


Esqueceu sua senha?
Voltar para o topo
Secretaria de Estado da Comunicação Institucional