Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Policiais participam em João Pessoa de capacitação sobre atendimento humanizado às mulheres em situação de violência

Notícias

Policiais participam em João Pessoa de capacitação sobre atendimento humanizado às mulheres em situação de violência

O desafio para o atendimento humanizado às mulheres em situação de violência doméstica e sexual é o tema da capacitação para policiais civis, militares e bombeiros que está sendo realizada nesta quarta-feira (06) no auditório da Academia de Polícia Civil (Acadepol) em João Pessoa.

O evento faz parte do projeto “Tecendo Redes” em parceria da Secretaria de Estado da Segurança e da Defesa Social, através da Delegacia Geral e Coordenação das Delegacias da Mulher (Coordeam) e Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana. O “Tecendo Redes” já percorreu algumas cidades da Paraíba, como na região de Campina Grande e do Sertão do Estado, chegando agora aos profissionais de João Pessoa e da região do litoral.

O delegado geral da Polícia Civil, Isaías Gualberto, destacou a importância desse evento para a melhoria na qualidade do atendimento ao público e disse que os policiais da Paraíba ganham “um presente” como a realização do projeto. “É um verdadeiro presente para a atividade profissional da Polícia Civil. Estamos tendo a oportunidade do aperfeiçoamento, do entendimento das questões sociais e não apenas do trabalho como mero cumprimento do dever. Saímos daqui mais humanizados para atender cada vez melhor a população vítima de violência”, destacou.

Da mesma forma, a delegada geral adjunta, Cassandra Duarte, disse que as pessoas que procuram uma delegacia estão precisando de ajuda e de um atendimento qualificado e humanizado. “Temos que nos preparar para isso. Uma pessoa só vem procurar a polícia em última instância e precisamos estar aptos para atendê-la de forma humanizada. Hoje vamos nos despir de nosso conhecimento e abrir a mente para aprender com o outro, para trocar informações e experiências em nome de uma qualificação no atendimento à mulher”, disse.

A delegada Maísa Félix, coordenadora das Delegacias da Mulher, agradeceu o apoio recebido da Secretaria de Segurança, através da Delegacia Geral, e a parceria com a Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana. “É muito importante trabalharmos juntos e mais ainda saber da confiança que está sendo colocada no nosso projeto. A violência contra a mulher é muito complexa e abrange várias questões, mas vamos aprender juntos a lidar com cada situação no enfrentamento a essa violência”, ressaltou.

Estiveram presentes na abertura do evento a delegada Roberta Neiva, superintendente da 1ª Superintendência de Polícia Civil da Paraíba; o delegado Albeto do Egito, da 2ª Superintendência; o diretor da Acadepol, delegado Severiano Pedro, a diretor do IPC, Marcelo Burity;  a secretária executiva da Mulher e da Diversidade Humana, Lídia Moura; a promotora Rosane Araujo, do Tribunal de Justiça da Paraíba; além de representantes da Polícia Militar, Bombeiros Militar e da recém-criada Patrulha Maria da Penha.

A programação começou às 08h00 e deve se estender até às 17h00 com palestras e formação mesas redondas para discutir e trocar experiências quanto à humanização no atendimento à mulher nas delegacias de todo o Estado.

Na parte da manhã a delegada geral adjunta da Polícia Civil, Cassandra Duarte, aborda o tema “Paraíba Unida Pela Paz: análise da elucidação do CVLI - Crime Violento Letal Intencional - de mortes de mulheres. Em seguida, a secretária da Mulher e da Diversidade Humana, Gilberta Soares, fala sobre “Políticas Públicas integradas para atenção às mulheres em situação de violência: prevenção, assistência, repressão e participação social”.

Dando sequência ao evento, a professora Fátima Silveira, da Universidade Estadual da Paraíba, abordou o tema “Atendimento nas Delegacias de Polícia: competência e humanização”, sendo seguida da promotora de Justiça do Ministério Público da Paraíba, Rosane Araújo, que falou sobre “O Ministério Público: a atuação nos processos de violência doméstica e sexual”.

No horário da tarde a subcoordenadora das DEAM´s, delegada Renata Matias, coordena a mesa, onde serão tratados os temas: “Mulheres em situação de violência: a não revitimização como garantia do atendimento humanizado”, pela professora Tatiane Guimarães, da Universidade Federal da Paraíba, e “Apresentação do Programa Integrado Patrulha Maria da Penha e fluxo de atendimento na 1ª REISP, tema que será abordado pela secretária executiva da Mulher e Diversidade Humana, Lídia Moura, pela coordenadora da Patrulha Maria da Penha, Mônica Brandão e pela comandante da Patrulha Maria da Penha,  Dayana Pereira.

A programação continua com o tema “A ação do Tribunal de Justiça da Paraíba no enfrentamento à violência contra mulheres, abordado pela coordenadora de enfrentamento à violência contra mulheres do Tribunal de Justiça, juíza Graziela Gadelha. Ainda haverá abordagem sobre o tema “Orientações e procedimentos das guarnições no atendimento às mulheres vítimas de violência doméstica e sexual, pelo Capitão Flávio José de Sousa, do CIOP.

Para finalizar, a delegada Maísa Félix, coordenadora das Delegacias da Mulher na Paraíba, deverá falar sobre “Atendimento das Delegacias de Polícia às mulheres em situação de violência”, seguido de debate e troca de informações e depoimentos entre os participantes do evento.

Acessar


Esqueceu sua senha?
Voltar para o topo
Secretaria de Estado da Comunicação Institucional