Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Policias, Bombeiros e Sistema Penitenciário participam de Operação integrada em Cabedelo

Notícias

Policias, Bombeiros e Sistema Penitenciário participam de Operação integrada em Cabedelo

Treze mandados de prisão foram cumpridos na manhã desta quinta-feira (25) durante operação "Moinho", deflagrada pela Polícia Civil, em parceria com Polícia Militar, Secretaria de Estado de Administração Penitenciária e Corpo de Bombeiros.
 
O objetivo foi combater homicídios, tráfico de drogas e assaltos na região de Cabedelo.  Os alvos da operação são apontados pela polícia como responsáveis por quatro homicídios ocorridos na cidade, além de tráfico de drogas e assaltos.
 
Desde as primeiras horas da manhã, cerca de 100 agentes foram mobilizados para cumprir, ao todo, 19 mandados judiciais. Deste total, cinco foram de busca e apreensão e 14 de prisão preventiva.
 
Entre os mandados de prisão preventiva decretados, nove foram contra pessoas que estavam em liberdade e cinco contra indivíduos que já se encontravam presos por outras práticas de crimes.
 
Dos nove homens em liberdade procurados, os policiais conseguiram localizar e prender oito.
 
Segundo o delegado Everaldo Medeiros, titular da Delegacia Seccional de Cabedelo, todos os alvos da operação são considerados de alta periculosidade.
 
"Eles pertencem a mesma facção criminosa que vem sendo combatida pelas polícias em Cabedelo. Eles têm envolvimento com homicídios, assaltos é tráfico de drogas na região de Cabedelo", explicou Everaldo Medeiros.
 
O delegado Diego Garcia, chefe do Núcleo de Homicídios de Cabedelo, explicou que as investigações foram iniciadas em maio deste ano, após a morte de um homem identificado como Wellington.
 
"Ele era ex-integrante de uma facção criminosa que atua em Cabedelo e foi morto porque decidiu sair do mundo do crime. O homicídio foi praticado por seus próprios comparsas ", detalhou Garcia.
 
"Esses criminosos têm esse modus operandi de executar quem contraria suas determinações", completou.
 
"Esse grupo é bastante perigoso, responsável pelos últimos homicídios na cidade", acrescentou.
 
Assessoria de Imprensa.
Polícia Civil da Paraíba.
 
25 de julho de 2019
 
 
Acesse nossas redes:
 
Site: www.policiacivil.pb.gov.br/
facebook.com/pcpboficial/
instagram.com/pcparaiba
twitter.com/pcpboficial
Acessar


Esqueceu sua senha?
Voltar para o topo
Secretaria de Estado da Comunicação Institucional